22 de mar. de 2022

Meus Doguinhos - Uma hist√≥ria de amor, sustos e muita alegria ūüíď



Oi meus amores, tudo bem com vocês?

Ah que saudades de postar aqui, de conversar com voc√™s... Tantas coisas mudaram desde a √ļltima vez que apareci. Por exemplo: Aqui vos fala uma mulher casada, casad√≠ssima! Eu tinha planos de mostrar os detalhes de todo meu per√≠odo de noiva pra voc√™s, preparativos e tudo mais, por√©m os problemas da vida e muitos imprevistos que tive me impediram de prosseguir. Mas estou aqui, de volta, sem promessas e programa√ß√Ķes, respeitando meus limites para postar, sempre que estiver bem, com algum conte√ļdo bacana aparecerei por aqui. Fiquem sempre de olho no meu instagram porque no meu dia apare√ßo mais por l√°, e quando eu postar aqui avisarei voc√™s!

Hoje vim com um post mais de bate papo, sobre um assunto que muita gente sempre me pergunta, que √© contar a hist√≥ria dos meus cachorros. 

Tenho na casa dos meus pais 2 princesinhas, dizem que é pinscher mas são tão amorzinhos que tenho minhas duvidas. Elas já tem 11 aninhos e são meus amorzinhos! Hoje, depois da minha família o que eu mais sinto falta é das minhas bonequinhas.

Kika e Hermione
Kika e Hermione

             

J√° passamos muitos sustos com as filhotas, Kika j√° teve convuls√£o, Hermione j√° foi envenenada. Mas gra√ßas a Deus elas chegaram a essa fase idosa com muita sa√ļde, amor e tranquilidade, e temos certeza que elas ainda estar√£o do nosso lado por muitos anos.

Agora vou contar para vocês a história dos meus menininhos, pois é uma história mais conturbada. Um belo dia, no finalzinho de agosto de 2019, estava na casa do meu marido (na época namorado) e quando fomos na porta avistei do outro lado da rua alguns filhotes, e aquilo mexeu muito comigo. Meu marido saiu e eu fiquei em casa remoendo a cena dos filhotes e comecei a chorar quando meu marido voltou e me perguntou o que estava acontecendo, quando falei logo ele me chamou para irmos lá levar água e alguns petiscos para os filhotinhos. Quando atravessamos a rua, os cachorrinhos saíram correndo e esconderam, com a exceção de um deles, que logo subiu no meu colo, me lambeu e comeu tudo que eu havia levado. Ao levantar para voltar pra casa, com o coração partido, meu marido me perguntou se eu queria ficar com aquele filhotinho, e eu não pensei duas vezes. E assim o Bob foi adotado.

Bob Filhote
Bob no dia da adoção


Bob
Bob nenem

A nossa casa, na √©poca tinha um acesso muito f√°cil para a rua, ent√£o o Bob fugia e ficava alguns dias fora depois voltava, sempre machucado, com bernes e bicheiras e isso me deixava muito aflita. Sempre cuid√°vamos dele e tent√°vamos fechar ele aqui, mas ele escapava. Um belo dia, Bob apareceu aqui com os seus irm√£ozinhos, com todos eles, aqueles que  haviam escondido no outro dia. Todos t√£o fofinhos, d√≥ceis, uns amorzinhos e decidimos que √≠amos ficar com os 4. Bob, Marley, Thor e Kiara.

Meus bebes
Kiara, Bob, Thor e Marley
Meus filhotes
Kiara dormindo, Bob, Marley e Thor brincando

Tamanha responsabilidade de cuidar de 4 filhotinhos abandonados, machucados e correndo riscos correndo para a rua todos os dias, então nós começamos uma obra aqui para impedir de que os cachorros conseguissem ir para a rua. Eles vinham aqui comer, descansar e dormir, mas sempre saiam para fazer bagunça nas ruas durante a madrugada, e infelizmente alguns dias antes da obra acabar a Kiara sumiu e nunca mais voltou. Ficamos com Bob, Marley e Thor.

Meus rapazinhos
Thor, Marley e Bob

Thor
Thor, meu anjinho

Quando finalmente conseguimos mexer aqui e fechar todo o lote, peguei meus filhotes e ia começar o ciclo vacinal, vermífugo e todos os cuidados que eles precisavam, mas comecei a observar alguns sinais estranhos neles, e tcharan: os três com cinomose e doença do carrapato. Não quero nem descrever muito todo o processo de tratamento deles, pois foi tudo muito caro, sofrido e doloroso para mim, e ai eu perdi o meu Thor para a doença (e acreditem em mim, uma das piores doenças que vi em pets na vida é a cinomose, o Thor foi definhando e todo processo foi muito triste). E assim, ficaram só Bob e Marley.

Bob e Marley
Bob e Marley

Prossegui com o tratamento dos dois, que graças a Deus se curaram dessa doença maldita sem nenhuma sequela relevante. Eles ficaram grandes, fortes, bonitos e muito saudáveis. Tomaram todas as vacinas e até hoje recebem todos os cuidados que precisam e todo carinho que merecem.

Bob e Marley
Bob e Marley curados

Ap√≥s alguns meses, abandonaram alguns filhotes na rua, as pessoas vieram e pegaram as f√™meas e deixaram um machinho pra tr√°s, meu marido comovido com aquele filhotinho na rua me perguntou se eu topara me responsabilizar por mais um cachorrinho, e eu, obviamente aceitei. E assim, n√≥s adotamos o Tuty. Super espertinho, atormentava a vida do Bob e do Marley mas n√£o deixava eu chegar perto dele, era uma luta pra pegar hhahahaha, hoje ele √© meu denguinho. De cara j√° dei as vacinas para n√£o arriscar perder meu outro filhote. 

Bob, Marley e Tuty
Bob, Marley e Tuty

Com alguns meses, descobrimos que Tuty tem Leishmaniose mas graças a Deus é controlada e ele faz tratamento e acompanhamento veterinário. Essa é a história dos meus filhos, que hoje são lindos e perfeitos e o meu maior orgulho dessa vida foi salvar a vidinha deles. Muito amor envolvido.

Por hoje √© s√≥ isso, um beijo, se cuidem.
Instagram: Renatamendessf



7 coment√°rios:

  1. Um post bastante emocionante, acho lindo essa atitude de cuidar de animais, muito legal vocês terem adotado, muito fofos eles, bjs.

    ResponderExcluir
  2. Oi
    Que legal ūüôāeu tamb√©m amo animais e ajudo alguns. Eles s√£o umas fofuras e lindos demais.

    ResponderExcluir
  3. Que amoor! Eu sou apaixonada por animais, por cachorros. Sinto tanta saudade dos meus

    ResponderExcluir
  4. Saudades de quanto tinha cachorro aqui em casa. Meu pai nunca gostou, e deixou a minha sair de propósito e ela ficou prenha. Daí quando os filhotes nasceram ele jogou todos na rua </3

    ResponderExcluir
  5. e triste quando a gente adota e algo de ruim acontece, aqui em casa não são cachorros mas gatos, sou apaixonada por gatos, e sempre acabo ficando com algum filhote perdido. Parabéns pela atitude de vocês em adotarem os filhotinhos!

    ResponderExcluir
  6. Oie, tudo bem? Ah, que hist√≥ria mais linda. Ter bichinhos de estima√ß√£o √© tudo de bom n√£o √© mesmo? Quando eu era crian√ßa t√≠nhamos em casa coelhinhos, cachorros, gatos, passarinhos. Hoje moro em apartamento e s√≥ tenho peixinho de aqu√°rio. Um abra√ßo, √Črika =^.^=

    ResponderExcluir
  7. esses bichinhos nos dá muito sustos né, mas o amor por eles só aumenta!

    ResponderExcluir